8118.5134

Dentística

A Dentística Restauradora e Estética está constantemente evoluindo em relação a materiais e técnicas. Essa especialidade da odontologia é responsável pelo reestabelecimento da forma, função e estética dental de acordo com as necessidades e os desejos dos pacientes. Mais do que restaurar dentes com atividade de cárie a dentística restauradora harmoniza sorrisos alterando forma, textura, cor e tamanhos dentais.

Procedimentos comuns em Dentística Restauradora e Estética
- Restaurações estéticas
- Clareamento Dental

Clareamento Dental

Substituição de restauração

Foto de uma substituição de restauração

Resina composta x amálgama (clique nos ítens para visualizar)

01) Tenho restaurações escuras (metálicas) nos dentes posteriores. Vale a pena trocá-las por restaurações de cor branca ou da cor dos dentes?

Com o avanço das resinas compostas, hoje em dia, é plenamente indicado e seguro a utilização desses materiais para restauração de dentes anteriores e posteriores. Até algum tempo atrás, os materiais de seleção mais usados para restaurar molares e pré-molares eram o amálgama de prata e/ou as ligas metálicas. Tornou-se muito comum pacientes procurarem nossos consultórios apenas para realizarem a troca dessas restaurações por resina e/ou outros materiais mais estéticos. Cabe ressaltar que existem critérios e restrições para o uso desses materiais. A troca de uma restauração metálica por uma estética ou, como dizem os pacientes, "por uma branca", pode se dar por dois motivos principais: por problemas que envolvem a saúde do dente, como uma fratura da restauração pré-existente ou mesmo por recidiva de cárie (nesse caso, a troca não é discutida e pode, perfeitamente, ser feita uma restauração estética), ou por motivo exclusivamente estético (quando uma restauração metálica em bom estado vai ser trocada). O profissional deverá avaliar, diagnosticar e expor ao paciente qual o melhor tratamento a ser realizado, assim como o material mais indicado para o caso.

02) Quais os materiais que podem ser utilizados na troca de uma restauração metálica por uma estética?

Existem duas técnicas que podemos utilizar para a troca dessas restaurações. A primeira e mais comum é a troca da restauração de amálgama por uma restauração de resina composta direta. Nessa técnica a restauração antiga é removida e a restauração é refeita com resina composta em uma única sessão. A outra opção seria a utilização de materias restauradores indiretos (cerâmica ou resina indireta). Nesse caso é necessário mais de uma sessão. Em um primeiro momento a restauração antiga é removida e a estrutura dentária remanescente é preparada e moldada. A restauração é confeccionada em laboratório e após ajustada e cimentada em boca. A escolha entre uma e outra técnica está relacionada ao tamanho da restauração e a quantidade de remanescente dentário.

03) No momento da troca de uma restauração, é necessário um desgaste maior do dente?

Não necessariamente. Quando é feita a troca de uma restauração de amálgama por uma de resina composta direta, a cavidade obtida após a retirada do material antigo já é compatível com o novo material restaurador. Caso a opção de tratamento seja a restauração indireta, pode ser necessário um desgaste adicional de dente sadio para possibilitar a execução do trabalho. Esse desgaste maior do dente de maneira alguma irá prejudicá-lo, pois é feito para permitir uma harmonia entre o material restaurador e a estrutura dental

04) Uma restauração de material na cor do dente tem a mesma durabilidade que uma restauração antiga?

Existem, na boca de pacientes, restaurações de amálgama, de ouro e de outros metais em bom estado e com desempenho funcional perfeito há mais de vinte anos, assim como existem restaurações em mau estado feitas há pouco tempo... A durabilidade de uma restauração depende de uma série de fatores, alguns diretamente relacionados com o cirurgião-dentista e outros, com o paciente.

05) Dentes manchados por uma restauração de amálgama podem ser corrigidos com a troca?

O amálgama libera, ao longo do tempo, produtos que podem manchar o esmalte dental deixando-o acinzentado. Nesses casos, a troca melhora muito o problema estético sem, contudo, resolvê-lo completamente, pois seria necessária a retirada completa desse esmalte manchado para se conseguir uma perfeita solução estética, o que muitas vezes não é indicado .

06) Como é feita a manutenção das restaurações estéticas

A manutenção das restaurações estéticas está inserida no contexto de manutenção da saúde bucal do paciente. O controle da higiene bucal, as profilaxias periódicas, como também as reavaliações clínicas do estado das restaurações prolongam a vida útil desses trabalhos. Pequenos reparos de possíveis falhas como manchamento superficial e pequenas fraturas podem ser realizadas com facilidade pela mesma técnica adesiva usada na confecção das restaurações estéticas.

© Odonto Center Assistence - Todos os direitos reservados.
+54 3055.2267
Info